24 de mar de 2009

Resident Evil 5 - Review

Resident Evil é uma franquia famosa pelos fans de Survival Horor. Após anos seguindo o mesmo estilo, deu um salto mudando completamente sua jogabilidade em 2005, com Resident Evil 4. Sucesso de criticas, não agradou alguns fans por ter perdido muito de suas raízes, mas ganhou vários outros. Voltado mais para ação, poucos Quebra-cabeças e um enredo que foge da trama original. Agora em sua seqüência temos a mesma proposta de jogabilidade com uma história que retoma o foco, pra mostrar a origem do problema no mesmo local que deu origem ao homem, a África.

História

Você é Chris Redfield, personagem já conhecido da série por ser o protagonista de sua primeira versão. Chris faz parte da BSAA, um grupo especializado em combater terrorismo biológico. Enviado para áfrica, encontra sua nova parceira Sheva, que o acompanha pelo resto de sua missão. Além do combate ao terrorismo Chris também está lá para investigar a morte de sua ex parceira, Jill, que supõe-se estar morta.
O enredo é meio fraquinho e previsível mas é bom o suficiente pra prender a atenção do jogador na história.



Jogabilidade

A jogabilidade é intencionalmente limitada para dar mais tensão em meio as hordas de inimigos, não da pra andar enquanto se está mirando, na maioria das vezes você se verá correndo para longe de seus inimigos(já que eles são bem mais lentos do que você) virando e atirando, basta repetir o msm processo até matá-los. Essa versão também dispõe de um sistema de cobertura, bem limitado por sinal, já que você enfrentará inimigos armados.
O jogo está voltado mais ainda para ação, perdendo bastante de sua estratégia e com pouquíssimos Puzzles. Agora o sistema de troca de armas é bem mais rápido bastando um botão para fazê-lo, o inventario é visto sem que a ação seja pausada, o que te obriga a fugir para pegar algum outro item específico.
Pense num Resident Evil 4 com Co-Op...ai você terá RE5. Para jogar com um amigo on-line ou Split Screen esta é uma grande adição, mas em Single-Player este não é um grande negocio. Sheva é uma boa parceira quando o assunto é meter bala, mas o grande problema é a organização dos itens no inventário, ela não é esperta o suficiente para descartar o que é ruim, combinar itens, etc. deixando este trabalho pra você.
Não há mais maquinas de escrever(usadas para salvar o jogo) agora o jogo é salvo ao atingir um checkpoint. A compra de armas tbm não é feita com o famoso vendedor e sim ao começo de cada fase.

Arsenal

O jogo disponibiliza muitas armas, e desta vez todas existem de fato, modelos reais. Pistolas, metralhadoras, shotguns, RPGs, lança granadas, estão todas ali, e com a opção de upgrade, responsável pela maior parte de estratégia do jogo já que você terá que escolher quais armas você usará e quais deixará com sua parceira.

Inimigos.

O surto de criatividade que os produtores tiveram em RE4 parece que se acabou já que todos os inimigos dessa nova versão são praticamente os mesmos, os mesmos Zombies, o mesmo cara forte com uma metralhadora giratória, a mesma mariposa gigante, o mesmo encapuzado com uma serra elétrica, estão todos lá em suas versões 2.0. O diferencial está mesmo nas lutas contra os chefes, são simplesmente espetaculares! Seja no jeito de derrotá-los ou no impacto que produzem ocupando toda a tela.



Apresentação

O ponto mais forte do jogo. Os gráficos estão fodasticos! Os efeitos de sombra e luz são excelentes, os modelos dos protagonista são fantásticos mesmo as vezes se contrastando com algumas poucas texturas pobres do cenário ou dos inimigos mas algo altamente aceitável. Um ponto fraco está na animação dos inimigos, são simplesmente idênticas ao do RE4, meio travadas.
Um lugar nunca se parece com o outro, sempre q você passar de capitulo verá q de fato mudou de fase. Ao contrario de alguns jogos que repetem os cenários reciclando texturas RE5 sempre se mostra fresco a cada ambiente.
As cut scenes são incríveis, a coreografia das lutas, o áudio impactante tudo ajuda a criar algumas das melhores cut scenes da série.
Como já dito as musicas são excelentes a dublagem é bem decente e está por todo o lugar.



Conclusão

RE5 é um excelente jogo. Pra quem gostou do seu antecessor vai adorar este, embora não traga tanta novidade, o que faz, faz muito bem. Com um novo modo cooperativo, gráficos de ponta, uma jogabilidade lenta mas decente, é uma ótima pedida para os fans de ação.

Nota: * * * * * 5/5

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desabafa!

=> Histórico